.

.

SEMENTE DE PRIMAVERA

.

Onde se esconde, em mim,

Esta semente que germina

Ao chegar da Primavera?

Será no coração pesaroso

Que o Inverno deixa mouco,

Mas com a Primavera remoça

E canta, e esperto reconhece

Em redor, o amor,

A vida, a felicidade?

Será no cérebro cansado,

Que o Inverno torna vago,

Mas que a Primavera espevita

Encanta, afaga, e inspira,

De ideias fervilhante,

Cintilante, criador?

Será no olhar embaciado,

Que de cores se enche, louco?

No olfato inebriado

pelo aroma das flores?

Nos ouvidos doloridos,

Que na música se perdem?

Ou na pele

que, brilhante, resplandece?

Ou na língua,

que em paladares mil se deleita?

Onde, onde se esconde

Esta semente que agora floresce

E me inunda de Primavera?

Ilona Bastos

 Lisboa, 22 de Março de 2005

.

..

Poema: Ilona Bastos 

http://geocities.yahoo.com.br/ibbaptista/

Fotografia: Luciano Urbani

http://www.inferweb.net/primavera/

Som de Fundo: Debussy, Petite Suite - pour piano a quatre mains, Nº4 - Ballet

© 2005 - Todos os direitos reservados

-