POESIA DE

ILONA BASTOS

Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto - Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto

POEMAS


A COR DOS MEUS POEMAS

Ilona Bastos

Fotografia de © Lale Erdem


As minhas ideias não são brancas

Nem luminosas.

Como gostaria que o fossem!

Transformadas em palavras

Comporiam poemas maravilhosos,

Daqueles que deleitam como paisagens belas

De muros caiados junto ao mar.

Todos sabemos que nesses muros

Há roseiras ou sardinheiras,

E uma cancela romântica

Deitando para um caminho

De tão clara terra quanto a areia

Que leva a um jardim luminoso

E a um pomar onde o tempo se estende

À sombra das árvores

E à brisa do mar.

Como gostaria que as minhas ideias

Fossem brancas e luminosas!

Mas não são, e quedo-me a pensar

De que cor serão os meus poemas...

.

 Lisboa, 18 de Janeiro de 2005

.

Home.... I ....Dados Biográficos.... l ....Poemas... l ....Hai-kai.... l ....Contacto.... l .... Topo

© 2004 - Ilona Bastos - Todos os direitos reservados

Pintura de Henri Lebasque

Som de fundo: Chopin, 2 Nocturnes, Opus 27, nº 2

Mais recente actualização: 13 de Fevereiro de 2005