POESIA DE

ILONA BASTOS

Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto - Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto

POEMAS


NA ESPLANADA

Ilona Bastos

http://www.cnc.pt/Artigo.aspx?ID=101


Nestes dias frios e ensolarados,

Ruas e rossios de Inverno pintados,

Enchem-se esplanadas de quentes roupagens,

Sempre renovadas antigas imagens.

.

Como em tempos idos, há cabeças brancas,

Senhoras idosas de gestos pausados,

Há conversas longas e faces atentas,

Até mantas grossas de lã aos quadrados,

Que lembram convés, cadeiras de lona,

Balanço do mar que em sonho retorna.

.

Como antigamente, há lindos meninos,

Belos caracóis, passos pequeninos.

Há bolas e carros, e o cão a ladrar.

Torradas no prato, leite a fumegar,

E água a luzir, fresca, transparente,

No centro da mesa, estrela refulgente.

.

Há os cavalheiros, tal como era dantes,

Lendo os seus jornais com toda a atenção.

De lápis na mão, jovens estudantes

Livros sublinham com sofreguidão.

Sábias teorias têm de estudar,

Para um dia o Mundo poderem salvar.

.

Neste dia frio, mas ensolarado,

Rua e rossio olho com agrado.

Vejo, de repente, parando a sorrir,

Passado e Presente, Futuro a florir.

.

.

 Lisboa, 27 de Janeiro de 2005



Home.... I ....Dados Biográficos.... l ....Poemas... l ....Hai-kai.... l ....Contacto.... l .... Topo

© 2004 - Ilona Bastos - Todos os direitos reservados

Pintura de Henri Lebasque

Som de fundo: Chopin, 5 Mazurkas, Opus 7, nº1

Mais recente actualização: 29 de Janeiro de 2005