POESIA DE

ILONA BASTOS

Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto - Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto

POEMAS


O POEMA PERFEITO

Ilona Bastos

Pierre Bonnard

Pairou o poema perfeito

Por meus olhos

E cobriram-se estes

De tão verdes e azuis paisagens

Que de reflexos brilhantes

Se inundou o meu olhar.

.

Pairou o poema perfeito

Por meus ouvidos

E vibraram estes súbito

Em tão maviosas melodias

Que da natureza brotou música

Límpida fonte jorrando em meu sonhar.

.

Pairou o poema perfeito

Por meu olfacto

E tão exuberante aroma o invadiu

Que as flores maravilhosas do jardim

Em júbilo de coloridas pétalas

Irromperam em fragrâncias divinais.

.

Pairou o poema perfeito

Por meus lábios

E em néctar de delícias se tornou

Ganhou a doçura da fruta e do mel

E como fresca água da fonte

A sede de paz quis saciar.

.

Pairou o poema perfeito

Por minha pele

E em coro de beijos e carícias

Luzente surgiu do universo

Chuva de estrelas colossal

Para ao infinito me transportar.

.

Soubera eu algum dia o poema perfeito criar

E criando-o conseguia o Paraíso alcançar!

.

.

 Lisboa, 23 de Junho de 2004

Home.... I ....Dados Biográficos.... l ...Poemas... l ....Hai-kai.... l ....Contacto.... l .... Topo

© 2004 - Ilona Bastos - Todos os direitos reservados

Pintura de Henri Lebasque

Som de fundo: Almost Too Serious - Scenes from Childhood - Opus 15 - Robert Schuman

Mais recente actualização: 29 de Janeiro de 2005