POESIA DE

ILONA BASTOS

Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto - Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto

POEMAS

,

O ESPANTO DE SER

Ilona Bastos

.

De repente dou-me conta

De que neste pensar não ser

Sou tão intrinsecamente eu!

.

E é súbita felicidade ser-se alguém!

.

É surpreendente alegria ser eu -

Tão essencialmente eu

Que não posso deixar de sê-lo

Por mais que tente

Por nais que tema

Nada ser!

.

.

 Lisboa, 10 de Junho de 2004

Home.... I ....Dados Biográficos.... l ....Poemas.... l ....Hai-kai.... l ....Contacto.... l .... Topo

© 2004 - Ilona Bastos - Todos os direitos reservados

Pintura de Henri Lebasque

Som de fundo: Chopin, 2 Nocturnes, Opus 27, nº2

Mais recente actualização: 2 de Fevereiro de 2005