POESIA DE

ILONA BASTOS

Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto - Poemas - Biografia - Hai-kai - Contacto

POEMAS

LÁGRIMAS

Ilona Bastos

.

Se as lágrimas fossem palavras,

Sobre esta página branca

Estaria escrito um poema pungente,

Testemunho de pesar por todos os que pereceram

Na escola de Beslan, na Ossétia do Norte.

Aqui estaria estampado um retrato vivo

Do sofrimento das crianças russas de olhar puro,

A imagem das suas mães e avós, chorosas,

Com o coração sangrando, desfeito de dor,

E dos pais, abatidos pelo desespero,

Carregando nos seus braços os filhos feridos.

.

Se as lágrimas tivessem poder,

Sobre esta folha outra surgiria,

E nela estaria inscrita uma lei imperativa,

Absoluta e inviolável, porque física,

(criação de Deus e não dos homens)

Nos termos da qual nunca,

Mas nunca mais, as crianças sofreriam,

Nunca mais sobre elas o mal se abateria,

Fosse sob que forma fosse,

E que assim estabeleceria:

.

Não mais as armas dispararão,

Quando o objecto em mira for uma criança.

.

Não mais as balas atingirão o alvo,

Quando este for ou puder ser uma criança.

.

Não mais as bombas explodirão,

Quando no seu raio de acção se achar uma criança.

.

Não mais um objecto contundente ferirá,

Quando utilizado sobre uma criança.

.

Não mais um ser humano pensará actuar,

Ou actuará, com violência, sobre uma criança.

.

Mais determina esta lei

que o mesmo regime seja aplicável

Aos familiares (assim sendo considerados

todos em linha recta,

E até ao centésimo grau da linha colateral),

professores, amigos e vizinhos

De uma criança.

.

Esta lei entra imediatamente em vigor!

.

.

 Lisboa, 5 de Setembro de 2004

Home.... I ....Dados Biográficos.... l ....Poemas... l ...Hai-kai.... l ....Contacto.... l .... Topo

© 2004 - Ilona Bastos - Todos os direitos reservados

Pintura de Henri Lebasque

Som de fundo: Chopin, 24 Preludes, nº4

Mais recente actualização: 2 de Fevereiro de 2005